Erro e ilusão o 1° saber

O conhecimento em forma de palavra, ideia ou teoria, é fruto de uma
tradução ou reconstrução mediada pela linguagem e pelo pensamento com o risco
de erro o que permite a cada individuo uma interpretação diferente, com a forma
de cada um, e conforme cada um vê o mundo.

Não é possivel afirmar que exista um estado superior em que a razão
domina a emoção, mas sim, uma junção de ambos que assim contribui para o
estabelecimento de comportamentos racionais.

Existe um mundo psíquico independente, onde fermentam necessidades,
sonhos, desejos, ideias, imagens, fantasias e este mundo influencia a nossa
visão e concepção do mundo.

A racionalidade é o melhor guarda–costas da razão, com ela é permitido
distinguir o real do irreal.

Para racionalidade ser racional deve estar aberta a todas as possibilidades de erro,
ou então passa a ser uma racionalização dos nossos conhecimentos, o que
pensamos estar correcto e ser racional, como não o pomos à prova de erro,
torna-se a racionalização desse pensamento, ideia ou teoria..

A educação deve demonstrar que não há conhecimento sem erro ou ilusão.  O erro deve estar sempre junto ao processo de aprendizagem, afinal todas
as percepções são ao mesmo tempo traduções e reconstruções cerebrais a partir
de estímulos ou signos, captados e codificados pelos sentidos de cada individuo.

This entry was posted in Uncategorized. Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s